terça-feira, 27 de maio de 2014

Diversidade dos Espíritos

Pintura "Operários" de Tarsila do Amaral
A diversidade dos Espíritos é um dos princípios elementares da Doutrina Espírita, pois é resultado das observações dos fatos, por meio dos fenômenos mediúnicos. Este princípio traz consequências diretas à ciência espírita, pois Kardec teve que se munir de critérios e métodos para dividir e classificar os Espíritos, e consequentemente as suas comunicações. Observem abaixo o que ele escreve a esse respeito:
“Um dos primeiros resultados que colhi das minhas observações foi que os Espíritos, nada mais sendo do que as almas dos homens, não possuíam nem a plena sabedoria, nem a ciência integral; que o saber de que dispunham se circunscrevia ao grau, que haviam alcançado, de adiantamento, e que a opinião deles só tinha o valor de uma opinião pessoal. Reconhecida desde o princípio, esta verdade me preservou do grave escolho de crer na infalibilidade dos Espíritos e me impediu de formular teorias prematuras, tendo por base o que fora dito por um ou alguns deles.”1
Kardec nos deixou vasto material de comunicações espíritas, na segunda parte do livro “O Céu e o Inferno”, onde Espíritos das mais variadas condições nos deram a oportunidade de nos esclarecer acerca da sua situação após a morte corporal. São espíritos felizes, em condições medianas, sofredores, suicidas, criminosos arrependidos, endurecidos e que passaram por expiações terrestres. Eles nos evidenciam que ninguém se torna anjo, demônio, doutor ou filósofo após a passagem para o plano espiritual. Que muitos ainda permanecem na ignorância sobre as verdades espirituais, pois nem desconfiam que já não pertencem mais ao plano físico. Outros, contudo, já tem uma posição mais justa das coisas, pois compreendem a sua situação e que devem seguir seu caminho após o retorno ao mundo espiritual.
Sendo o Espiritismo uma ciência2, segue que seu objeto de estudo são os espíritos, assim como os seres vivos são os objetos de estudo da Biologia. A taxonomia é o ramo da Biologia que trata da nomenclatura e classificação dos seres vivos, que são estudados de acordo com os seus caracteres morfológicos e fisiológicos. De forma didática, são divididos em espécies, gêneros, famílias, ordens, classes, filos, e por fim reinos. Tomemos como exemplo o cão conforme esquema abaixo:
Espécie: Canis familiaris → Gênero: Canis → Família: Canidae → Ordem: Carnívora → Classe: Mammalia → Subfilo: Vertebrata → Filo: chordata → Reino: Animalia.3
De maneira análoga a taxonomia dos seres vivos, os Espíritos foram classificados por Kardec e pelos próprios Espíritos de acordo com seu grau de adiantamento moral e intelectual. Os critérios usados tomaram por base suas virtudes, imperfeições, conhecimento e sabedoria adquiridas. Segue abaixo a classificação dos Espíritos conforme resposta à pergunta de nº 97 de “O Livro dos Espíritos”:
“Na primeira (ordem), colocar-se-ão os que atingiram a perfeição máxima: os puros Espíritos. Formam a segunda os que chegaram ao meio da escala: o desejo do bem é o que neles predomina. Pertencerão à terceira os que ainda se acham na parte inferior da escala: os Espíritos imperfeitos. A ignorância, o desejo do mal e todas as paixões más que lhes retardam o progresso, eis o que os caracteriza.”4      
 É fruto também da observação que para mesma ordem existem espíritos com as mais variadas aptidões, adiantamento moral e intelectual distintos, sendo necessário que Kardec subdividisse-as em classes. Esse estudo encontra-se nos itens de nº 100 a 113 de “O Livro dos Espíritos”. Entretanto, ele esclarece que esta subdivisão em classes não tem nada de absoluto, pois as linhas que delimitam suas fronteiras são muito tênues. Ela é apenas uma convenção para nos ajudar a entender melhor os Espíritos.
De maneira diversa dos seres vivos, os Espíritos não estão eternamente condenados à mesma ordem ou classe. Que através do bom uso de seu livre-arbítrio eles podem progredir, permutando de classes até alcançar a primeira, de Espíritos puros, que é a sua meta final.
A conclusão de Kardec que a opinião dos Espíritos tem o valor de uma opinião pessoal é fundamental para compreender muitos pontos da Doutrina espírita, pois se um dos seus propósitos é revelar aos homens as verdades espirituais, como obtê-las diante de um cenário tão insólito? Esta questão, que não possui uma resposta curta, voltará a ser tema de artigos futuros deste blog.
O material utilizado para análise das classificações dos Espíritos são as comunicações espíritas que se dão através da mediunidade, por meio da fala e da escrita principalmente. Devem ser avaliados tanto o conteúdo quanto o uso da linguagem nas mensagens, que são os indicadores mais seguros, pois eles revelam as características dos Espíritos. Portanto, este trabalho faz parte do processo de elaboração da ciência espírita, que deve ser realizado pelos espíritas, legado deixado por Kardec.
 Por João Viegas 
         Referências bibliográficas 
1. KARDEC, Allan. Obras póstumas. Tradução de Guillon Ribeiro. 1ª ed. especial Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, 2005, A minha primeira iniciação no Espiritismo, segunda parte.
2. Ver artigo “O Que é o Espiritismo?”
3. LOPES, Sônia. Bio: volume único. 1ª ed. São Paulo, 2004. Editora Saraiva. Cap. 18, Introdução ao estudo dos seres vivos.
4. KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Tradução de Guillon Ribeiro. 74ª ed. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, Diferentes Ordens de Espíritos, cap. I (Dos Espíritos), da Parte Segunda (Do Mundo espírita ou mundo dos espíritos)  
5. KARDEC, Allan. O Que é o Espiritismo. 41ª ed. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, 1999, Diversidade dos Espíritos, capítulo 1.

Deixe aqui seu comentário. Faça sua crítica, elogio e/ou sugestão. Este é um ambiente para debatermos sobre o Espiritismo. Esteja à vontade.
Se desejar orientações de como proceder para postar um comentário, clique no link abaixo:

22 comentários:

  1. O estudo da Doutrina, de maneira responsável, nos traz a verdadeira essência do espiritismo deixada por Kadec e pronunciada bem anteriormente pelo nosso irmão Jesus: "conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" Excelente explanação meu amigo Viegas! Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Saudações meu amigo Ítalo!
    A responsabilidade de que fala passa pela seriedade dos estudos da Doutrina. Vou trabalhar para que este blog tenha esta marca, pois estamos em busca das verdades espirituais.
    Agradeço pela consideração e carinho!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. João, mt bom seu artigo! É fundamental estarmos sempre reciclando/relembrando os conhecimentos espíritas. O tema é ótimo, pois nos lembra que precisamos nos esforçar para fazer progredir nosso espírito, já que a vida n termina com o desencarne e que o fato de o espírito estar desencarnado n o torna dono de toda sabedoria. Assim, o artigo é bom para sempre lembrarmos que devemos ficar atentos às comunicações que são recebidas.

    Um coisa sobre os seres vivos que você comentou no artigo é que eles vão permanecer sempre na mesma classificação, não vou discutir claro que um cão é um cão, mas que os seres vivos em tds as classes, filos, ordens evoluem, pois do contrário estaríamos pregando o fixismo, uma filosofia mais que ultrapassada para a ciência humana.
    ("O fixismo propunha na biologia que todas as espécies foram criadas tal como são por poder divino, e permaneceriam assim, imutáveis, por toda sua existência, sem que jamais ocorressem mudanças significativas na sua descendência.")

    Abraço!!

    ResponderExcluir
  4. Saudações minha amiga Vinícia!
    Só tenho a agradecer pelas suas considerações! Muito obrigado!
    Suas observações acerca do fixismo são muito pertinentes, pois ele foi ultrapassado pelos estudos sobre a evolução dos seres vivos por seleção natural propostos por Darwin e Wallace. A comparação que fiz entre os Espíritos e os seres vivos não teve o objetivo de denegrir os trabalhos destes cientistas, que nos proporcionaram uma quebra de paradigmas, apenas utilizei este argumento para facilitar a compreensão deste tema. Kardec nos deixou claro que o Espiritismo sendo uma ciência, devemos aceitar os avanços da mesma. Sou da mesma opinião.
    Agradeço por proporcionar este debate!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Então... Muuuuito bom!!!! Mais uma vez o texto está rico, didático e claro, parabéns!! Que suas produções possam inspirar discussões, reflexões e debates a cerca a essência da Doutrina Espírita. Tenho muito orgulho de você... Te amo!!!

    ResponderExcluir
  6. Minha querida esposa!
    Grato mais uma vez estou pelo seu incentivo e carinho. Nada vou conseguir construir se eu não tiver o seu apoio. ... do tamanho do céu!!!

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito do material apresentado. Bem didático. Farei este estudo no dia de hoje,24-08-2015, onde foco basicamente nas fontes das diversidades dos espíritos. O seu estudo veio completar o meu.
    Sou expositor espírita, carioca, Policial, GRADUAÇÃO DIREITO, um dos criadores das Delegacias Legais, e trabalho no GECOJ- GRUPO ESPIRITA CORAÇÃO DE JESUS . MEU EMAIL.paulosabahia@gmail.com. JOÃO JESUS SEMPRE COM VC E FAMILIARES.
    MUITO OBRIGADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações amigo de ideal espírita!
      Paulo, sou grato pelas suas palavras e fico feliz por perceber que este artigo, de alguma forma, contribuiu para seus estudos sobre tema tão relevante para Doutrina. Se julgar conveniente, esteja à vontade para compartilhar suas pesquisas sobre a Diversidade dos Espíritos. Teremos o maior prazer em abrir esse debate.
      Apesar do atraso em minha resposta, desejo sucesso na sua apresentação/estudo que ocorre hoje.
      Não tenho conhecimento sobre o projeto "Delegacias Legais" de sua autoria. No entanto, esteja também à vontade para compartilhar, em momento e local oportuno, seus ideais neste segmento. Todo trabalho e/ou projeto que tem o propósito de tornar a nossa sociedade mais justa, solidária e fraterna deve ser incentivado e apoiado, independente de qual credo ou filosofia que se professa.
      Um grande abraço!

      Excluir
  8. Vamos conversar adiante. Meu estudo foi satisfatório. fique com Deus meu irmão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok meu amigo! Estamos por aqui!
      Um grande abraço!

      Excluir
  9. TEMA: DIVERSIDADE DOS ESPÍRITOS.
    ESTUDO DO GECOJ EM 24-08-2015.
    Neste trabalho iniciamos com algumas perguntas e respostas, sem a pretensão de termos esgotado o assunto, apenas para ter uma outra lente a cerca dessa diversidade que também é nossa..
    1- HÁ ESPÍRITOS? Sim, nós os homens somos Espíritos.
    2- QUEM CRIOU OS ESPÍRITOS ? Deus, que é a sabedoria suprema, causa primeira de todas as coisas.
    3- EM SUA ORIGEM COMOSOS ESPÍRITOS FORAM CRIADOS? Simples e ignorantes.
    4- PORQUE OS ESPÍRITOS POSSUEM CARACTERÍSTICAS DIFERENTES UM DOS OUTROS? Está informação estarão nas diversas fontes de formação da personalidade, e algumas veremos abaixo.
    5- DEUS CRIOU ALGUM ESPÍRITO COM OS PREVILÉGIOS DE PERFEIÇÃO? Não, do contrário onde estaria a sua perfeição, seu amor e justiça

    segue

    ResponderExcluir
  10. TEMA: DIVERSIDADE DOS ESPÍRITOS.
    ESTUDO DO GECOJ EM 24-08-2015.


    ALGUMAS FONTES DE FORMAÇÃO DE PERSONALIDADE DOS HOMENS E DOS ESPÍRITOS.
    A-IGNORÂNCIA.
    Nos faz não entender as coisas. Se estamos no início de uma rua pela primeira, onde não a conhecemos a sua totalidade, como poderemos descrever o seu final, as coisas que ali existem. Assim é o Espírito, se ele não sabe, as suas atitudes são próprias dos brutos. Esse exemplo é uma constante nas salas de tratamento espiritual das casas Espíritas.
    B- EXISTÊNCIAS ANTERIORES.
    Na formação da personalidade, as existências sucessivas, nos apresentam um manancial muito grande na formação da individualidade. O burilamento do ser consciente, através dos (SOFRIMENTOS , DORES E EXPERIÊNCIAS REALIZADAS ), tendem a melhorar muito a compreensão do espírito. Se soubesse o que sei hoje, teria evitado muitas dores
    C- TEMPO EM QUE VIVEMOS NA TERRA.
    Importante nesta formação, é ter aproveitado cada tempo, não desperdiçá-lo, cuidar do corpo e do espírito, para poder aproveitar aprendendo o maior tempo possível. Se posso viver noventa anos, por que só viver cinquenta.
    D-EXPERIENCIAS DA ERRATICIDADE.
    O Dr. Inácio Ferreira e Domingas, no livro a 5ª Terra do Carlos A. Barcelli, nos mostra o quanto é importante a oportunidade de aprendizado no mundo espiritual , para que não fiquemos aguardando parado, perdendo tempo

    E-COSTUMES E CULTURAS.
    A comida da Bahia, não é igual a comida da Suíça, nem a música de Minas Gerais é igual a música Italiana. Hoje, nos futuristas navios ,não precisamos mais da tração humana em que foi exposto Estevão nas galeas. Desta forma, os espíritos também são suscetíveis a se adaptar ao meio, e assim, apreender os costumes e culturas por onde estão estagiando.
    F- A BUSCA PELO CONHECIMENTO.
    No filme NOSSO LAR, no momento em que André Luiz se movimenta para a comunicação de uma de suas obras, Emmanuel diz admirado:” que despertar”.
    G- O SABER.
    Na individualização do ser, é o que vai tornar o espirito diferente dos homens brutos. O saber dá a calma para agir, e não reagir. O saber consegue “tirar o coelho da cartola” nos momentos de dificuldades. O saber também, nos levar a buscar proximidade com Deus, e assim, através da prece sincera sempre somos atendidos. No grau de entendimento em que estagiamos precisamos saber que nosso saber é relativo
    EX. NEM TODOS OS PEDAGOGOS SABEM TUDO DE PEDAGOGIA.
    NEM TODOS OS PSICÓLOGOS SABEM TUDO DA PSICOLOGIA.
    NEM TODOS OS MÉDICOS CONSEGUEM TER A FÓRMULA DA CURA PARA TODAS AS DOENÇAS.

    ResponderExcluir
  11. TEMA: DIVERSIDADE DOS ESPÍRITOS.
    ESTUDO DO GECOJ EM 24-08-2015.AS DOENÇAS.

    CONCLUSÃO:
    DEUS NÃO CRIOU OS ESPÍRITOS PRONTOS, EM RAZÃO DO SEU AMOR PELA HUMANIDADE.
    POR SUA PERFEIÇÃO, NÃO IRIA PRIVILEGIAR UNS EM DETRIMENTOS DOS OUTROS,
    O TRABALHO E AS ESCOLHAS PELO BEM É O QUE LEVARÁ OS ESPÍRITOS A PERFEIÇÃO.

    A diversidade dos Espíritos também prova a sobrevivência da alma e multiplicidade das existências e a reencarnação, e sobre todas as coisas a obra divina do criado..
    É que eles os espíritos dos homens, após se desfazerem do veículo Carnal, não mudam seus pontos de vista e seguem com suas imperfeições, corrigindo-as ao longo do tempo.
    DEUS, JESUS, SOBREVIVÊNCIA DA ALMA, REENCARNAÇÃO E A EVOLUÇÃO PARA O INFINITO É A LEI.

    A DOUTRINA ESPÍRITA NOS APRESENTA ESSE GRANDE SOL PARA QUE SEJAMOS UM DIA BEM MELHOR QUE SOMOS HOJE.

    PENSAMENTO.
    Na contribuição com o criador para a realização de suas obras: "não quero a fama de um cantor, de um poeta, de um esteta ou expositor. Deixe-me apenas a oportunidade de ser um simples trabalhador da tua seara de amor.

    UM GRANDE ABRAÇO..
    Rio de Janeiro,26 de Agosto de 2015.

    Paulo Bahia.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente trabalho meu amigo Paulo! Gostaria de parabenizá-lo pela apresentação muito bem organizada e didática. A ideia de acrescentar exemplos do cotidiano torna muito mais fácil a compreensão. Muito obrigado por compartilhar conosco!
      Eu gostaria apenas de enfatizar o fato, de que também é fruto da observação dos fenômenos mediúnicos, que os Espíritos continuam aprendendo no plano espiritual, e portanto, são passíveis de de progresso. Este princípio é fundamental, pois evidencia a Misericórdia Divina atuando sobre seus filhos, pois os Espíritos mais perversos podem se arrepender de seus equívocos e retomar um novo caminho que leva ao Criador.
      Um grande abraço!

      Excluir
  12. No projeto Delegacia Legal,Eu sou um dos oitenta Polícias que trabalharam na criação. Era uma turma muito boa,excelentes amigos, Alguns hoje no plano espiritual. Que Jesus os proteja e os guie..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desejo muito sucesso neste projeto!
      Um grande abraço!

      Excluir
  13. OBRIGADO PELO CARINHO, E A OBSERVAÇÃO. AS VEZES A VISÃO AMPLA NOS TIRA A VISÃO DE PROFUNDIDADE. AGRADEÇO DO FUNDO DO CORAÇÃO.
    ESTAREI PROFERINDO PALESTRAS A PARTIR DO DIA 1 DE OUTUBRO NO GE AMADEU FERRETI CAMPO GRANDE E EM OUTRAS CASAS DO RAMAL. ESTAVA INTERNADO DESDE 28-08-2015, FIZ UMA CIRURGIA NO RETO. UM ABRAÇO.
    JESUS TE ABENÇOE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há de que meu amigo Paulo!
      Os sentimentos de fraternidade e união devem estar sempre presentes nas relações entre os adeptos do Espiritismo, pois é a própria Doutrina que nos estimula a nos comportar assim, não é mesmo? É um sinal que estamos no caminho certo.
      Fico muito feliz em saber que apesar das dificuldades de saúde, você continuou perseverante no ideal de difusão do Espiritismo. Parabéns meu amigo!
      Desejo muita paz, saúde e sabedoria para você e família. Desejo também uma excelente recuperação!
      Um grande abraço!

      Excluir
  14. DIA 1-10-2015, FALAREI NO GRUPO ESPÍRITA AMADEU FERRETI SOBRE AS " SEMELHANÇAS FÍSICAS E MORAIS".

    SENDO ASSIM TE PEÇO A AUTORIZAÇÃO PARA QUE POSSA POSTAR O ESTUDO NESTE BLOG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok Paulo! Podemos perfeitamente publicar um artigo de sua autoria. No entanto, preciso fazer algumas considerações:
      Você deve ter percebido que os temas desenvolvidos no blog são na forma de artigo. Assim, normalmente utilizo a dissertação como ferramenta da redação, tornando o texto mais atrativo para o leitor.
      O blog, por sua natureza, tem caráter pessoal. Apesar deste blog ter o Espiritismo como tema, tomo todo o cuidado para não emitir minha opinião pessoal nele. Senti a necessidade de criá-lo, pois gosto de escrever e tento através dos meus artigos buscar a essência da ciência e filosofia espíritas, que na minha concepção, anda um pouco esquecida pelo movimento espírita.
      Não quero dizer com isso que seus estudos não tenham essa proposta, muito pelo contrário. Quero dizer apenas que o projeto deste blog surgiu de uma necessidade pessoal.
      Diante do exposto, faço a seguinte sugestão: eu administro o site da Casa Espírita que frequento (cefafortaleza.org,br). Lá temos uma seção dedicada a escritores que desenvolvem temas sobre Espiritismo (http://cefafortaleza.org.br/category/artigos/). É um site com acesso razoável (aproximadamente 100 acessos por dia), muito mais do que o blog. Além disso, podemos publicar seus artigos no Boletim mensal da Casa (http://cefafortaleza.org.br/boletim/).
      Assim, se você concordar, considero que basta transformar seus estudos em um artigo para publicação nesses meios de comunicação.
      Espero que compreenda minha posição e que tenha gostado da sugestão. No entanto, esteja à vontade para opinar.
      Um grande abraço!

      Excluir
  15. MELHOR AINDA. OBRIGADO.
    ESSES ESTUDOS FARÃO PARTE DE UMA COLETÂNEA PARA NOVOS EXPOSITORES, E CERTAMENTE, SAIRÃO DAI OU UM LIVRO OU UM CONJUNTO DE APOSTILAS PARA ESTUDOS, COM A APLICAÇÃO DE EXEMPLOS COTIDIANO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há de que meu amigo! Assim que estiver com algum artigo pronto, mande pra gente pelo e-mail espiritismonaessencia@gmail.com.
      Um grande abraço!

      Excluir